5 de novembro de 2010

Tantos Caminhos: a festa continua - parte III

Hoje, comemorando o aniversário do Tantos Caminhos (quer saber mais, clique aqui) divido com vocês um texto da querida amiga Tati, do blog Perguntas em respostas.

Do seu tamanho

Olhou para as sapatilhas: Lindas, vermelhas. As fivelas, delicadas, tinham o formato de joaninha. Era sem sombra de dúvidas seu par de sapatos favorito. Tentou mais uma vez... como doía apertar-lhes contra os dedos, mesmo com estes encolhidos, não estava fácil entrar. Por fim, conseguiu! Doía um pouco, andaria menos... Não importava, não poderia abrir mão destes sapatos.

Com eles foi, pela primeira vez, ao grande teatro, levada pelas mãos de sua tia. Combinavam com as roupas mais bonitas, ficavam lindos com seus jeans da moda, e também com os vestidos, inclusive o branco rendado, que usara em sua festa de aniversário. Estavam presentes, emoldurando seus pés, em tantas e tantas fotos, fotos de tantos e tantos momentos felizes. Não podia se desfazer assim desta sapatilha, justo desta? Lembrou de sentir-se leve usando-a, correndo, fingindo-se bailarina, nas pontas dos pés...

Olhou o solado, tamanho 32. Calçava ela agora 33/34. Chorou! A mãe, vendo Sofia tão sofrida, tentou ajudar. Procuraremos outra sapatilha igual. Foram às lojas, entraram em contato com o fabricante... nada! Até encontraram novos pares em vitrines, só que a numeração encerrava-se no 32. Não havia tamanho maior para aquele modelo.

Sofia chorou, sofreu. Por que abdicar de seus sapatos favoritos? A vida não era justa...

Quantas vezes agimos como Sofia em nossas vidas? E não falo do jeans 38 quando agora usamos 42... Falo de ideias, de pessoas, de situações. Quantas vezes crescemos, não cabemos mais naquele antigo pensamento, e ainda assim fazemos questão de desfilar, com dedos apertados, em nome do "eu sou assim"?

Crescer dói. É necessário refletir e perceber o que deve caminhar conosco e o que deve ficar para trás. Nunca somos os mesmos. Às vezes precisamos passar por grandes provações para mudarmos, outras vezes basta um livro, uma conversa, e uma nova percepção sobre o mundo se abre para nós. Quando isso acontece, é hora de ir em frente. Abandonar as velhas crenças, velhas ideias, sem medo. Sem crises de consciência. Sem apegos vãos. Por que insistir em ideias ou rotinas que já não nos acrescentam? Se você já não se sente feliz numa tarefa, executa por simples ação do hábito, é hora de trocar seus sapatos. Estes, estão menores que seus pés.

Com amigos dá-se o mesmo. Não falo de sermos ingratos, frívolos, nada disso. Há amigos que nos são vitais em certos pontos de nossas vidas. Em determinado momento, entretanto, seguimos caminhos diversos. Isso é natural. As experiências são individuais. Cada um as processa a seu modo. Quando tudo o que conseguimos com um amigo é "relembrar os bons tempos", sem criar novos tempos, é hora de seguir. Encontrá-lo de vez em quando, trocar e-mails ou mensagens de orkut, facebook, twitter ou seja lá qual nova moda surgir. Agora, por que forçar o convívio se nada mais se acrescenta? Vocês cresceram, e foram para lados opostos.

Se Sofia insistir em manter-se nos sapatos que não lhe servem, caminhará cada vez menos, novos passos serão tão dolorosos... Se aceitar o inevitável, entender que seu sapato vermelho ainda é especial, mantido onde deve permanecer, nas lembranças e nas fotografias, estará pronta para novos desafios. Em breve poderá experimentar seu primeiro par de salto alto, e desfilará como uma mocinha. Poderá descobrir o prazer, que só uma mulher é capaz de entender, de entrar em uma sapataria, de admirar uma bela vitrine onde os mais variados modelos exibem-se, majestosos ou despojados. E desejá-los!

Pense em sua vida. Quais as ideias ultrapassadas que insiste em arrastar, como correntes, atrasando sua caminhada? Que tal uma bela faxina nos gaveteiros de sua mente? Há tanto por se renovar, não acha?


A festa continua por aqui durante o mês de novembro. No dia 07/11 para abrilhantar ainda mais a festa teremos a Glorinha, do blog Café com Bolo!

36 comentários:

Cantinho She disse...

Clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap,clap... muitas palmas!

Simplesmente SENSACIONAL E VERDADEIRO! Eu amei!

Beijo, beijo minhas queridas!
She

PS: Isa essa sua comemoração está show de bola e de uma generosidade sem igual, pois assim podemos apreciar os textos de pessoas que agregam o tempo todo em nossa vida, o que você já faz sempre tão bem. ;)

Lúcia Soares disse...

Isadora, amei esse texto quando o li.Ótima lembrança!

Obrigada a você por me abraçar em momento tão delicado. Você é uma amiga querida. Beijos!

Tati Pastorello disse...

Isa, cheguei para a festa! Fiquei emocionada de ver este texto, um de meus preferidos também, estampando suas páginas!
Obrigada!!!
Está parecendo aniversário de supermercado: O Tantos Caminhos faz aniversário, mas quem ganha o presente é vocÊÊÊ! ouço até o locutor falando! hehehe
Beijos.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

esse texto da Tati é muito bacana, muito bom mesmo.
Está de ouro essa comemoração do aniversário de seu blog!
um bom dia pra vc!

Lola disse...

Que texto lindo Isa! E também achei o estilo de comemorar o blog muito legal e interessante!
Parabéns!
Bjs

Nika disse...

\o/ Texto maravilhoso da Tati, adorei sua festa de aniversário, parábens mesmo muitos anos de blog para você.
bjs

Bordados e Retalhos disse...

Um texto da Tati é sempre um presente. Bjs

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Isadora
Os textos da Tati, são sempre muito bons.
Um ótimo fim de semana para você
Bjux

Mulher de Fases disse...

Maravilhoso...vou usar um trecho no meu blog.
BJsssssss

Mayra Di Manno disse...

Ola Isadora,
Não conhecia ainda seu blog e gostei bastante!
Parabéns!
Um beijo,

Kátia Nascimento disse...

Olá Isa!!!
Tive conhecimento da sua "festa" no blog da Tati. Parabéns pelo seu blog e também pela doce idéia de comemorar com os textos dos amigos. Sou nova na Blogosfera e estou amando esse universo.
Quanto ao texto, belíssimo e verdadeiro. Realmente não é fácil e dói crescer. Beijos querida.

Kátia Nascimento disse...

Olá!!! Participarei do movimento "Esquece um livro". Achei a idéia interessante e solidária. Pensar no próximo é sempre louvável. Divulgarei na próxima semana, no meu blog, ok?
Beijos !!!

Adriana Alencar disse...

Oi!
Passei aqui por recomendação da Tati e adorei o seu blog! Essa postagem é maravilhosa, nos faz refletir no que devemos deixar para trás e sermos mais felizes...
Parabéns pela data e pelo post!
Bj
Adri

Mi Satake disse...

Oi IIIIIIIsaaaaaa!

Q delicia de post.
Alem da ideia q nos transmitiu, passou isso de forma amena, bem suave, bom de caminhar, esse seu caminho.
E gostoso demais podermos deixar pra trás algumas fases, pessoas, coisas, tudo o q não nos serve mesmo, sem culpa né? Sem medo. somente com a certeza de que tudo aquilo foi especial pra ajudar a construir o que conquistamos e no coração, o carregaremos pra sempre!

Beijos

C@urosa disse...

Olá querida e festeira amiga Isadora, assim dá gosto comemorar!Eu adorei o texto, para muita reflexão.
Paz, harmonia e um belo final de semana.

forte abraço

C@urosa

Maria Célia disse...

Olá Isa
Este texto da Tati é simplesmente lindo. Que palavras sábias, inspiradas, verdadeiras. Gostei muito mesmo. Identifiquei-me muito com o texto.
Parabéns a Tati por criá-lo e a você Isa, por nos proporcionar esta leitura tão gratificante.
Bjos e boa noite.

Chica disse...

Parabéns pelo niver e que texto lindo da Tati! um beijo,tudo de bom,chica

José Sousa disse...

Lindo... gostei mesmo deste seu tema!
Agora vou passar por aqui para lhe ler mais.

Conheça os meus trabalhos em:
www.minhaalmaempoemas.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com
www.congulolundo.blogspot.com

Com um beijo
Bom fim de semana

Nilce disse...

Este texto da Tati é espetacular mesmo e não podia ficar fora da festa.
Amei que você trouxe aqui, Isa.
Parabéns às duas.

Excelente final de semana.

Bjs no coração!

Nilce

Macá disse...

Isa
Tentei hoje por diversas vezes entrar no seu blog, sem sucesso. Só agora consegui.
Que boa lembrança você nos trazer esse conto da Tati.
Eu me lembro do dia que ela postou! Achei maravilhoso.
Já falei que essa sua maneira de comemorar o aniversário do blog está sendo o máximo né?
beijos

Edilson Cravo disse...

Este texto me lembrou um livro que virou best-seller "Enquanto o amor não vem" e sinto que é exatamente isto que fala o texto: é preciso em alguns momentos fazer uma grande e penosa faxina para nos livrarmos do que nos faz mal se quiser de fato evoluir. Nem sempre é fácil evoluir, mas na dor encontramos respostas para a tão sonhada paz. Lindo texto. Parabéns. Beijooo.

Uni ver sos disse...

Isa,

Preciso dizer que além de generosa vc foi super original, pelo menos eu ainda não tinha visto ninguém comemorar dessa forma...Possibilita-nos adentrarmos outros universos... estou adorando!

Querida,

Deixei um email revelando sua amiga secreta, confere se chegou e me confirma, por favor!

Obrigada!

Isadora disse...

Meus amigos muito obrigada por participarem dessa festa, por gostarem dos textos que estou dividindo com vocês.
É sempre um prazer receber cada um de vocês.
O mês é de festa!
Um beijo,
Isa

pensandoemfamilia disse...

Que beleza de festa. Este texto da Tati é um dos melhores, soube escolher.
Vamos caminhando neste festejar entre amigos.
bjs.
Bom final de semana e até segunda lá no pensandoemfamilia.
bjs

Turquezza disse...

Estou chegando aqui por comentários da Mariana e gostei logo de cara!
Parei de "arrastar correntes" a algum tempo e estou adorando a leveza do ser !!!!!!!!!!
Me veja também
http://turquezzavariedade.blogspot.com Adorarei a visita! Felicidades mil. Beijos.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

ADOREI O TEXTO LINDO E COMOVENTE,MAS INFELIZMENTE AO LONGO DA VIDA VAMOS POR AÍ PERDENDO SAPATILHAS VERMELHAS E GANHANDO SAPATOS NOVOS COM LINDOS SALTO ALTO!
BEIJO

Espaço Aberto disse...

Temos o prazer de convidar os amigos para ler a entrevista de uma jovem escritora fantástica: Sofia Duarte nos conta um pouco de sua história.
Contamos com a sua presença e comentário.
Um abraço carinhoso

Regina Laura disse...

Isa, que forma mais bonita de comemorar!!!
Linda festa, excelente texto!!!
Que bom poder participar disso tudo...
Beijo grande

Glorinha L de Lion disse...

Isa, não me lembrava mais desse texto da Tati. É muito bom mesmo...quantas vezes insistimos em "caber" nas coisas mesmo quando não nos cabem mais? A vida é isso, permanente troca de sapatos, de pele, de ideias e visões. Porque o mundo gira e o tempo não para. É preciso saber viver! Esse niver do seu blog, tá bom demais! Amanhã sou eu é? Iupi!!!! beijão minha linda!

*** Cris *** disse...

Isadora, primeiramente quero deixar aqui registrado que adorei te conhecer pessoalmente junto com as outras meninas na 2ª Desvitualização Carioca, foi uma tarde muito discontraída. Quanto ao texto, acho que ele expressa tudo o que um dia passamos e que ainda passaremos já que a vida é um ciclo onde estamos sempre renovando experências aprendendo com cada uma delas.
Parabésn pelo 1} aniversário de seu Blog e que venham muitos outrs anos de alegria.
Bjs no seu coração!

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Minha amiga amada e linda!!!
Saudades.
Flor, parabéns pelo niver do seu fofíssimo blog. Cantinho de paz, harmonia, bom gosto e histórias que nos fazem viajar...
Grande beijo no ♥, e desculpe a ausência, mas nunca me esqueço de vc e do seu carinho.

Flores e Luz.

Mimo Chic disse...

Isa,
parabens, como sempre um presente ganho aqui!
bjs
Lulu & Sol

Claudinha ੴ disse...

Parabéns! Que o blog contiue por muitos anos! Beijos!

Daniel Savio disse...

Infelizmente, ainda existe um bocado desta idéias ultrapassadas em nossa vida que supostamente nos fazem felizes, mas na verdade, apenas nos privam da verdadeira felicidade...

Fique com Deus, menina Isadora.
Um abraço.

Beth/Lilás disse...

Oi, Isa!
Esse texto da Tati foi um dos melhores e adorei revê-lo por aqui.
um grande beijo para ela e para você.

Irene Moreira disse...

Isa

Que lindo rever este texto por aqui. Muito bem escolhido apesar que a Tati tem tantos textos lindos que imagino como deves ter ficado em dúvida.

Beijos e boa semana