18 de novembro de 2010

Blogagem Coletiva - Minha Ideia é Meu Pincel (4ª)


A cada semana um novo olhar, uma nova descoberta, um novo detalhe, mais uma pausa para a contemplação e é assim que chegamos na quarta semana da blogagem coletiva proposta pela Glorinha do Café com Bolo.
Edgar Degas - Les Danseuses Bleues
É possível sentirmos a tensão no ar. Pessoas correndo de um lado para o outro, agitação, murmurinho, costureiras de linhas e agulhas nas mãos, cabeleireiros, redes de cabelos e grampos espalhados por todos os lados. Poucos minutos, isso mesmo. Poucos minutos para começar.

As bailarinas deixando os últimos ajustes na roupa e no cabelo serem feitos. Margaridas sendo delicadamente colocadas no cabelo. Olhos apreensivos para o espelho. Blush, batom, sombra, lápis. Sapatilhas de pontas e  fitas rosadas sendo cuidadosamente amarradas no tornozelo.  O coque, a rede, um pouquinho de laquê e o cabelo está pronto. O pó de breu colocado no canto, sim este pozinho não pode faltar, afinal é ele que segurará os rodopios que farão. Euforia!

Na coxia, uma barra improvisada. Alongamento, "Plié", "Demi-Plié", "Elevé", ""Relevé", Flic-Flac", "Arabesque" e assim, as bailarinas  preparam-se para o tão aguardado momento. Silêncio - pede alguém. E em um segundo, o lugar que até então fervilhava é tomado por uma total ausência de ruídos.

O manto vermelho cuidadosamente é suspenso e a plateia, em silêncio, ouve a suave valsa.

Respeitável público: o espetáculo vai começar!

"Uma pirueta, duas piruetas. Bravo, bravo!"

42 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Deve ser uma sensação tão gostosa essa ansiedade para entrar no palco, não é? ao mesmo tempo que dá aquela aflição, ao abrir a cortina a emoção é muito grande.

vc já fez balé? descreveu tudo tão bem...
bom dia!

Mayra Di Manno disse...

Isa,
Analogia sensacional!
Um beijo,

Maria Célia disse...

OI Isa
É isto mesmo que você escreveu muito bem, que eu consegui enxergar nesta pintura de Degas.
Muito bom!!
bjos e bom dia

Fátima disse...

Lindo, lindo!

Adorei o post amiga Isadora ;).

Bjs

Néia (Dulci) disse...

Isa, é impressionante o que cada um vê na mesma imagem. Passei por outros blogs hoje que também analisaram essa figura e percebi o quão diversas foram as opiniões. De certa forma a blogagem coletiva é cansativa, tediosa, mas tem esse lado interessante, podemos sentir a sensibilidade aflorando de maneiras muito distintas.
A forma como você analisou é a que de fato mais me agradou, vc foi precisa!
Beijos

Astrid Annabelle disse...

Isa eu adorei sua participação!
Senti a emoção do minuto antes de abrir as cortinas! Quem sabe usar bem as palavras sabe, não é?!!!!
Parabéns!
Beijo grande
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Isadora

Das 4 semanas que levamos desta série de blogagens coletivas, nenhum quadro teve a unanimidade que este obteve - todos os posts que li até agora, mencionam a dança, incluindo eu.

A dança é a grande arte por excelência, qualquer que seja o género: clássico, contemporâneo, etc.

É uma necessidade de alma.

Beijo

António

Glorinha L de Lion disse...

Isa, também senti como se eu fosse uma bailarina ao ler teu texto. Passou tanta verdade. Já foi bailarina, certamente ou já fez balé...lindo, emocionante. beijos,

pensandoemfamilia disse...

Você nos trouxa a ansiedade por trás da cortina nos colocando com participantes do show. Amei esta perspectiva. Pude me colocar na tela descrita por você
bjs

Marli Borges disse...

Clap! Clap! Clap! Bravo! Bravíssimo! Um espetáculo e tanto. Como estavam lindas, que fluidez!!! Que suavidade de movimentos! Ah, o balé.
Linda postagem. Bjs

LILIANE disse...

Isadora
fiquei olhando a imagem e lendo o seu texto, que sempre é muito bom.
E fiquei imaginando um espetáculo, muito movimentado, lindo.
Daqui eu sentia o clima...
Muito bom.

Mari Amorim disse...

Isadora,
E aí animada para o grande dia da revelação do amigo secreto dia 23?
Estou animadíssima,estou colando essa mensagem nos blogs participantes,afinal vai que somos o amigo secreto um do outro kkkkkkk
Que Deus te abençoe com bençãos sem medida!
Sejas feliz neste dia e em todos os demais..Boas energias,sempre..
Abraços!
Mari

orvalho do ceu disse...

Oi, estimada amiga Isa
Hoje estou indisposta demais e vc levantou-me o ânimo com o que nos dirigiu em palavras tecidas com suavidade em seu poema de hoje... Muito obrigado de coração.
Sabe, a sua descrição do espetáculo me é familiar... fiz balé moderno e acompanhei minha pequena nessa trajetória linda... renasci há uns anos atrás...
Vc pareceu-me que tem experiência da causa também... caso contrário... soube, diligentemente, descrever com sua fértil imaginação. Gostei muito!!!
Deus envia portadores do bem, como vc, para nos aliviar a alma, corpo e coração, legal demais isso!!!
Abraços fraternos com votos de saúde e paz.

welze disse...

é a hora em que o público prende o fôlego para só soltá-lo quando a bailarina pousa no palco, após a pirueta. Que linda interpretação minha querida. Beijos.

Cantinho She disse...

Isaaaaaaaaaaa! Amiga....
BRAVOOOOOO pra vc, ficou lindo demais, muito bom! ;)
Adoooooooro seus textos!
Beijo, beijo!
She

Siala disse...

Isa...bravo, bravo! Era exactamente assim que me sentia antes de entrar em palco, em adolescente fiz dança jazz e o meu grupo de dança deu alguns espectáculos...rssss
namasté

Socorro Melo disse...

Oi, Isadora!

Aplausos de pé... pra você!

De repente eu estava ali, presenciando tudo, participando, às vezes, como assistente, outras, como uma bailarina, de tão real que foi sua descrição.
Seu texto impressionou pela riqueza de detalhes. Parabéns!

Beijos :)
Socorro Melo

Lianara **Lia** disse...

Bravo, Isa!

Senti toda a agitação, preparação e expectativa por trás da cortina.
Parabéns, minha linda, você foi perfeita!

Beijos
Lia
Blog Reticências...

Mi Satake disse...

Siim, bravo, Isa!

Lindo esse post!
Ai q delicia, correr as linhas do q vc redigi e ir se emocionando, viajando!
eba!

Bjs amiga!

Manuela Freitas disse...

Amiga Isa,
Foi uma divagação e tanto sobre os preparativos que antecedem o bailado, só faltou uma coisa, que espero que não leves a mal porque se trata de uma asneira e não sei se aí é praticado, é que os intervenientes entre si dizem: merda, merda, muita merda! Uma forma de dizer que tudo corra bem! Muito gostava de saber a origem disto!!
Beijos,
Manú

Chica disse...

Deu vontade de dançar...Lindo!um beijo,tudo de bom,chica

Cacá disse...

Bravo! é o que eu digo pra você, Isadora!

Abração. Paz e bem.

Daniel Savio disse...

Interessante, mas com certeza, este espetáculo pode ser o da vida...

Fique com Des, menina Isadora.
Um abraço.

Nilce disse...

Me vi no meio desse burburinho, a loucura da preparação, dessa delícia que antecede um show, principalmente de dança.
Lindo, lindo Isa. Parabéns!

Bjs no coração!

Nilce

Suziley disse...

Bravo, bravo, Isa!! Senti-me na platéia pronta para assistir à apresentação das bailarinas. E a bailarina das palavras, que, aqui, foi você, encantou-me. Bela participação. Parabéns!! Beijos, boa noite :)

Teresa Cristina disse...

Isa! Você foi nos conduzindo dos bastidores ao espetáculo, muito bacana! Olha, no início do seu post veio o pensamento que nós mulheres queremos nos sentir lindas, mesmo estando lindas, rsrsrs. Beijão!

Mariana disse...

Gostei muito.
Parabéns!

Mariana disse...

Gostei muito.
Parabéns!

C@urosa disse...

Olá querida amiga Isadora, um sensível espetáculo de movimentos e cores, que sempre alegrará os corações, a dança sempre emociona. Paz, harmonia e mais inspiração.

forte abraço

C@urosa

MEUS PENSAMENTOS disse...

vim te deixar um bjo!

estou visitando todos que participam do amigo secreto da ESTER! bjs!marcinha.

Tatiana disse...

Lendo esse post...senti ate um friozinho na barriga...rs...
Isa querida, sera que voce poderia me mandar o seu email?Algo a dizer nas internas..rs.
O meu é tati759@gmail.com
Bjs.

Sandra disse...

Parabéns pela coletiva. Muito especial..
O amigo secreto está chegando!!! Quer saber quem é minha amiga segreta?

Então venha Tem surpresa na Curiosa.
http://sandraandrade8.blogspot.com/
Quem será a minha amiga,rsrsrsrsr
Sandra

Pelos caminhos da vida. disse...

Bravo, Isa, gostei...

beijooo.

Ronda disse...

Oi Isadora,
Ah, gostei bastante!! Com esta rica descrição dos bastidores, a gente fica até torcendo para que tudo dê certo durante a apresentação das bailarinas :-)
Abraços!!

Beth/Lilás disse...

Amiga,
Seu texto parece realidade, fiquei aqui lendo e imaginando toda a cena que, deve ser isso mesmo.
amei!
bjs cariocas

Cheguei tarde, mas participo e agora estou aqui visitando os amigos queridos.

Luma Rosa disse...

Wow!! Também tive essa sensação de agitação!! Porém, na minha imaginação fiz uma analogia das saias com o mar - o azul seriam marolas e o tule das saias a se misturar com a água! :) Beijus,

Mari disse...

Isa querida...

Que delícia...consegui viajar junto com a sua descrição e assistir ai ablet.
Que lindo!
Um beijo

VELOSO disse...

Bravo , Bravo... Bravissimo... Texto bem solto e gostoso!

Misturação - Ana Karla disse...

Vim um pouco atrasada, mas não poderia de apreciar esse olhar fascinante que vistes o quadro.
Como você mesma disse: Bravo!
Xeros

Malu Machado disse...

Lindo Isa,

A euforia dos bastidores, o corre-corre do corpo de baile é uma euforia deliciosa. Bateu até um friozinho aqui na minha barriga.

Belíssimo texto,

bjs

Fernanda Reali disse...

Eu vi essa blogagem no post do Mauj e da Letícia, muito bom.
Beijooo

Lu Souza Brito disse...

Olá Isa,

Tô atrasada nos comentários, rsrsr.
Mas me fala, você já fez balé? Voltei no tempo, quando fui levar minha sobrinha para sua primeira apresentação de balé. É lindo demais. Eu como tia coração de acúcar que sou, quase desmoronei.

Bjokas