2 de novembro de 2010

Aniversário Tantos Caminhos

Selinho comemorativo: Tantos Caminhos
Queridos amigos, no dia 26/11, o Tantos Caminhos completará 01 ano de existência (agora, ao escrever é que me dei conta de que o blog é sagitariano, assim como eu!).

É impressionante como aqui, nesse nosso espaço virtual, o tempo passa a ter outra dimensão. E pensar que apenas, a partir de março começei a interagir de forma constante com outras pessoas e fiz amigos, sim, é verdade. Recebi tanto carinho, tantas palavras generosas....

O que esse espaço proporciona não tem como significar. Por isso para comemorar esse 01 ano de existência resolvi fazer uma festa diferente. Durante o mês de novembro  publicarei, aqui, textos de amigos de outros blogs. Textos que me fizeram refletir, me fizeram sorrir, me emocionaram, me fizeram aprender algo.


Ah, esqueci de dizer: a festa continuará, mas às quintas-feiras será de forma diferente, pois temos a blogagem coletiva organizada pela Glorinha, do blog Café com Bolo!


Para começar a comemoração separei um texto da querida amiga Mila, do blog Mila´s Ville - Open House:


Identificando o erro!

Você já reparou que certos eventos se repetem em determinadas fases da sua vida? Já conseguiu identificar a origem de uma situação se apresentar diversas vezes, seja nos relacionamentos amorosos, no trabalho, na dinâmica familiar?

Conseguir refletir sobre isso e chegar a uma conclusão já é um grande passo para a mudança, mas antes de tudo você precisa responder a si mesmo se deseja alterar o curso desses eventos desagradáveis. É impossível ajudar a alguém que se recusa a receber ajuda.

Certo dia, fui a um salão de beleza no bairro onde morava e enquanto a manicura cuidava das minhas unhas, inevitavelmente, escutei a conversa de uma cabeleireira que estava na sua hora de intervalo. Era uma mulher que aparentava ter por volta de 40 anos de idade, muito bem cuidada. A ouvi dizer que mesmo tendo muitos clientes e ter sempre trabalho arrumava tempo para ir à academia malhar. Aparentemente não havia nada de errado com ela. No transcorrer da conversa ela dizia à outra mulher que estava passando por um período obscuro, seu marido, alguns anos mais jovem, a largou por outra.

Ela se pôs na posição de vítima alegando que fazia de tudo por ele. Sempre manteve a casa limpa e arrumada, suas roupas impecáveis, inclusive preparava, ela mesma, a refeição do marido, o servia, o paparicava... Uma verdadeira mãe. Não demorou muito para ela revelar que este era o terceiro relacionamento que terminava da mesma forma: o cara sempre a trocava por outra. Em sua indignação ela confidenciou que a vontade que tinha era ir à casa da tal amante e fazer justiça com as próprias mãos, afinal era uma pilantra qualquer, e despejou palavras ofensivas a tal mulher que julgava ter roubado o marido de si.

Este, definitivamente, é um bom exemplo da recorrência do mesmo problema durante um período da vida da pessoa em questão. Na primeira vez podemos considerar acaso, má sorte, coisas que “acontecem” sem que tenhamos o controle. Na segunda vez, já se faz necessário parar e avaliar a situação. Porém, se o evento é recorrente algo está errado. E onde está o erro? A última frase que ouvi da boca daquela mulher foi: “Maridos ingratos que eu tive!”.

Certamente, procurar identificar onde estamos errando não abona a falta de respeito do ato de ser infiel, mas é curioso o fato de três casamentos terem se dissolvido do mesmo modo. Você pode estar pensando: “Eles queriam uma mulher e não uma mãe” ou “Homem é tudo igual e não pode ver um rabo de saia”. Talvez. Afinal, é difícil saber o que realmente acontece dentro de quatro paredes. Estamos falando de pessoas, certo? Temperamentos diferentes, qualidade e defeitos inerentes, dinâmicas de uma relação que só os envolvidos terão suas próprias respostas. A única coisa possível de ser sugerida é: avalie quem você é, o que quer, reflita sobre as suas ações, se renda a identificar os seus defeitos, essa conversa você só pode ter consigo mesmo.

De qualquer forma, posso apontar um erro muito recorrente no que se refere aos relacionamentos. Temos a mania de colocarmos a responsabilidade pela nossa própria felicidade nos ombros do outro. Isso gera pressão. Ninguém é obrigado a nos fazer feliz. Ninguém merece carregar este fardo. Se você coloca o outro como responsável pela sua felicidade, as chances de decepção são muito grandes. Tom Jobim já dizia que “é impossível ser feliz sozinho” e ele tinha razão, não somos auto-suficientes, precisamos compartilhar a vida com outras pessoas. E compartilhar não é o mesmo que fazer do outro responsável pelos seus sucessos e fracassos.

À medida que procuramos no relacionamento um preenchimento do nosso vazio interior, cometemos o erro. A motivação em buscar companhia não deve ser limitada a tapar um buraco e sim compartilhar uma vida em comum que se mostrará repleta de aprendizados ao longo do caminho. Se você busca um alívio para a solidão e se, por alguma razão, este relacionamento não prospera, o vazio continuará a atormentar o progresso da vida, se transformando em uma dor avassaladora. Além disso, o dedo acusador continuará jogando a responsabilidade sobre os ombros daquele que se foi.

Do mesmo modo acontece quando nos vemos obrigados a desempenhar um trabalho que odiamos. Justificamos isso pela necessidade de nos mantermos, precisamos trabalhar para levarmos uma vida digna, honrar os compromissos e as dívidas. Alegamos que emprego está difícil e a melhor saída é nos submetermos a tais atribuições que nos ajudam a fazer o dinheiro necessário para viver.

Se você odeia tanto o seu trabalho, que medidas têm tomado para mudar a situação? Não estou sugerindo que você jogue tudo para o alto e busque a sua realização profissional a todo custo. Não funciona assim. Mas, se ao invés de colecionar reclamações sobre o seu emprego você procurar focar naquilo que lhe deixará pleno profissionalmente, sua posição passa a te deixar mais próximo de alcançar essa meta. Não importa o que você queira, pois é possível conseguir, só é preciso saber querer e se dedicar a isso. Muito clichê, não? É sim, mas quando identificamos o erro, automaticamente, somos movidos a identificar também o que realmente desejamos. Este é o primeiro passo.



A festa continua....

48 comentários:

Mila Viegas disse...

Uauuuu.. Inauguramos a festa juntas? Quanta honra, queriduxa!!! Só não imaginava que você fosse escolher um texto assim - como dizer? - sério... rsrs. Mas creio que seja um bom começo para refletir, afinal estamos chegando ao final de mais um ano e precisamos nos preparar emocionalmente para o que vem pela frente.

Adorei!!!

Estarei comemorando esse niver super sagitariano como nós, desse blog muito querido.

beijocas

Néia (Dulci) disse...

Isa, que bela forma de comemorar o aniversário do seu blog. Revelas assim sua alma benigna que não teme dividir seu espaço com os outros, pelo contrário, fazes desse seu doce cantinho um lugar onde podemos fazer novas amizades e compartilhar nossas emoções.
Um beijo.

Glorinha L de Lion disse...

Que legal Isa! Começou logo com um texto maravilhoso da minha queriduxa! Ela é demais né? Tão pequenina e tão sábia essa minha Miguxa!
Eu escrevi sobre esse tema uma vez ao ler um texto do Marcelo Dalla, querido amigo tb, que me dá altos toques sem saber. Ele falava justamente disso, do círculo vicioso que fazemos em nossa vida, incorrendo nos mesmos erros e culpando os outros, geralmente pela teimosia em continuar naquele caminho de infelicidade. Sempre é tempo de mudar, de tentar outro atalho...é isso o que nos faz seres racionais e não meros viventes. Muito bom, parabéns à miguxa e a vc querida por essa festa que, tenho certeza, será linda! beijos grande.

Astrid Annabelle disse...

Muito bacana Isa!
Eu lembro que li este post da Mila...excelente por sinal!
Parabéns por sua idéia...achei genial!!!
beijo grande
Astrid Annabelle

Tati Pastorello disse...

OI Isa!! Que delícia! Eu lembro quando a Mila publicou este texto, mas li todinho de novo. Ler a Mila é muito agradável e este texto nos leva à reflexão. Iniciou as comemorações com o pé direito. Também estou nesta festa, não só com o texto (que estou curiosa para saber qual é), mas com a presença e o imenso carinho que tenho por você. E a gratidão pelos tantos caminhos que permitiram nosso encontro! :)
Beijos, amiga.
Tati.

Regina Laura disse...

Oi Isa, descobri seu blog e essa maravilhosa idéia do "esquecer um livro" através da Fernanda Reali.
Vim aqui e já chego em clima de comemoração :D
Adorei o blog, adorei a idéia, e já sou mais uma seguidora fã ;)
Parabéns por esse 1 ano que está se aproximando!
Beijo grande

Inaie disse...

Eu sabiiiiia!!!! O blog voces tinham que ser sagitarianos. Gente maravilhosa, divertida, alto astral e bonita. Eu sou do dia 9, e voce?

A unica coisa que nos atrapalha um pouco e essa modestia toda, mas eu ando trabalhando nisso!!!



Quanto ao blog bilingue, PELAMOR de Deus, nao o use para treinar seu ingles, que de ingles ruin, ja basta o meu. Vai treinar com quem sabe o que esta fazendo...

Mas le o pedaco em portugues? Please, please?

Inaie disse...

Adorei esse negocio de nao ser numero...entao sou a "pessoa 118"no seu blog...kkkk

Beijos de Bahrain

Flaviane Koti disse...

...quem faz aniversário é vc, e quem leva o presente somos nós.
OTANJYOBI OMEDETOO GOZAIMASU(Feliz aniversário!)
Vou acompanhar todos os textos.
Bjs

Cantinho She disse...

Isaaaaaaaa, minha querida, parabéns pelo aniversário do blog, e eu amei essa sua ideia de publicar os textos dos amigos e vc já começou muito bem, simplesmente SENSACIONAL esse texto da Mila.
Beijo, beijo para as duas!
She

Edilson Cravo disse...

Nessas horas vale a máxima de Sartre: " O inferno são os outros". Infelizmente as pessoas transferem para terceiros o motivo de sua felicidade ou não. Linda semana. Beijooo.

Dama de Cinzas disse...

Belo post!

Existe uma frase que diz:

"Louco é aquele que tenta resultados diferentes, agindo sempre da mesma forma"

Se encaixa no seu texto.

E muitos de nós somos loucos algum setor da vida... rs

Beijocas

Miguel disse...

Delicioso começo de celebração, Isadora.
Parabéns pelo blog!

Deus seja contigo e lhe conceda uma linda semana!


http://www.youtube.com/watch?v=dGFd--na7zE

Mila Viegas disse...

Hihihi, mais uma sagitariana? A Inaie.. dia 09??? Eu tb sou dia 09 de dezembro.. kkkk.

orvalho do ceu disse...

Olá,menina!!!
Que ideia original e bondosa... cheia de amor ágape pra dar... legal!!
Que tenhamos uma festa linda e novidades (ou não) para ler nesse mês primaveril ainda!!!
Festejemos unidas nun só coração...
Bjs

VELOSO disse...

Parabens pelo aniversário do blog e pela escolha do texto muito bom perfeito quando diz que ninguém pode jogar a responsabilidade de sua felicidade sobre outra pessoa , gosto muito de uma musica de Odair José que diz ...felicidade não existe, o que existe na vida são momentos felizes... Mas já tô falando demais e me enrolando1 Fica com Deus!

Uni ver sos disse...

Isa querida,

Vc abriu muito bem os festejos com esse texto lúcido e bem colocado da Milla! Uma reflexão e tanto, em linha com a filosofia deste recanto que adoro vir!

Bjs e felicidades sempre!

Isa disse...

E eu quero muito vir à festa!
E vai ser linda!
Beijo.
isa.

diariodumapsi disse...

Ei Isa!
Realmente uma festa muito diferente!
Parabéns pelo aniversário do blog.
Gd beijo

pensandoemfamilia disse...

Olá querida

Que forma generosa de comemorar o niver do seu blog, aliás essa atitude é metáfora de como se coloca na nossa blogosfera.
Escolheu bem o texto, pois leva a uma reflexão da mais alta significação. Eu, em minhas atividades profissionais, lido constantemente com o círculo vicioso e as possibilidades das mudanças necessárias e possivéis para quebrá-lo.
Estarei aqui acompanhando e festejando.
bjs

Daniel Savio disse...

Interessante o assunto do post de hoje, mas fiquei imaginando, será que procuramos este erros de forma consciente?

Pois muitas vezes o nosso ego acaba bloqueando esta verificação, como você citou indiretamente no exemplo da manicure, pois o ego dela impediu de ver que é responsavel também responsavel pela felicidade (para não dizer, a única responsavel).

Fique com Deus, menina Isadora.
Um abraço.

Isadora disse...

Oba! Eu adoro festa, gosto de fazer festa, gosto de participar da festa de amigos. Festa de uma maneira geral, pois é uma forma de celebração!
Obrigada aos amigos que como sempre passam por aqui e derramam palavras generosas e gentis.
É um prazer recebê-los por aqui e poder comemorar com vocês.
Obrigada também à todos que comentaram no post sobre a ideia de esquecermos um livro. Ao lado tem uma lista de pessoas que estão ajudando a divulgar a ideia e eu estou muito entusiasmada e elouquecida, pois quero retribuir à todos que passaram por aqui e aderiram!
Um beijo e continuem por aqui, pois o mês será de festa!
Aproveitem para conhecer os blogs dos amigos, cujos textos compartilharei aqui, ao longo desse mês. Tenho certeza de que não se arrependerão.

Cigana do Oriente disse...

Oi Isa, já vou deixando meus parabéns adiantados pelo aniversário do blog
O meu vai fazer niver só ano que vem e agora que me toquei que ele então é aquariano, já que é de 2 de janeiro.
Quanto ao post realmente é bem complicado as pessoas perceberem onde estão errando, a maioria não faz auto-análise rsss e aí é mais fácil jogar a culpa nos outros
Não sei se o ditado que ninguém pode ser feliz sozinho cabe a mim...
Neste tempo todo que estou sozinha aprendi a me conhecer melhor, a gostar mais de mim e percebi que se um dia encontrar alguém não vai ser pra me completar e sim para somar
Enquanto isto não acontece me sinto muito bem pois somos inteiros
Então seja lá o que o futuro me reserva estará bem pra mim!
beijos no coração!

Nilce disse...

Adorei a tua maneira de comemorar Isa. Este texto da Milla é magnífico. Que belo início.
E vamos comemorar então. Desde já os meus Parabéns.

Bjs no coração!

Nilce

Bordados e Retalhos disse...

Acho que vou adorar essa festa. Já falei Isa que vc pode pegar o texto que quiser no meu blog? Bjs

Crica Viegas disse...

Parabénssssssssssssssss
E começou a festa em grande estilo!
Quando eu crescer quero ser igual a vc!
Bjbjbjbjbjbjbj

Crica Viegas disse...

Parabénssssssssssssssss
E começou a festa em grande estilo!
Quando eu crescer quero ser igual a vc!
Bjbjbjbjbjbjbj

Irene Moreira disse...

Isa
Como você me surpreende a cada dia amiga. Um ser lindo por dentro e por fora. Já estou amando e curtindo cada dia desse mês festivo. O Texto da Mila é muito bom e abrange com muita seriedade um ponto que muitos tem que parar para refletir. Parabéns a Mila e Parabéns a você por essa iniciativa.
Queria levar o selinho do aniversário para postar no sidebar Pode?

Bem agora falta saber o dia de seu niver para a comemoração ser completa. Já que adoras festa então vamos emendar. Vai ser bom demais porque mamyrene adora.

Beijos e uma linda semana

C@urosa disse...

Olá querida e sensível amiga Isadora,
mil felicidades e vida longa para o seu incrível e inteligente espaço de reflexão, estarei sempre por aqui, com muita alegria. Parabéns, muita paz, harmonia e mais inspiração para nos brindar com suas belas postagens.

PS: Vai rolar um bolinho de chocolate?

forte abraço

C@urosa

Entre Nous disse...

Parabéns, minha linda.

Que continuemos aqui,recebendo todos os dias esses presentes que você nos dá.

Que você continue nos emocionando com suas belas palavrinhas.

Com amor,

T

Luma Rosa disse...

Uau!! Teremos festa o mês todo, praticamente!!
Muito bem escolhido o texto de estréia, ainda não tinha lido. Acredito que muita gente não reflete sobre o porque de algo não dá certo, apenas pensa que não deu certo e toca para frente. Talvez uma forma de se proteger também. Mas o sofrimento é sempre maior quando não enxergamos nossos próprios erros.
Alguns homens se sentem bem no papel de "filhos mimados", outros não! Na verdade, não acho que este seja um motivo para terminar um casamento. Não foi esse o motivo do fim certamente. O casamento precisa estar vinculado ao momento inicial que levaram essas pessoas a se unirem. Quando as pessoas se distanciam deste propósito é que o casamento acaba. Precisamos de alegria dentro do casamento, lembrar sempre deste bom momento e trazê-lo à tona no nosso dia a dia. As desculpas são sempre sinais de desamor. Beijus,

Maria Célia disse...

Ei Isa
Parabéns, querida, por comemorar um ano de existência deste maravilhoso blog.
Já iniciou a série de comemorações com o pé direito. Este texto da Mila é muito bom, verdadeiro até demais.
Bjos e boa noite.

Luciana Penteado disse...

Oi, Isadora, estou sumida há um tempão, mas tá tudo bem, é que resolvi dar um tempo mesmo do blog e de escrever. Sabe quando a coisa enche e transborda? Pois é! Transbordei! Mas eu volto, até tenho brincado de frases em um micro blog pra me divertir, mas nada oficial.
Adorei saber que este mês temos aniversário do blog. É muito divertido festejar os nossos escritos com os nossos amigos. Tudo de bom e vida longa ao Tantos Caminhos. Eu apareço! Beijos pra ti!

Lúcia Soares disse...

Isa, vai ser um aniversário muito festejado. Adoro seu blog e, consequentemente, a dona dele...
O texto da Mila é ótimo, já o tinha lido, claro, pois sou fã dela também.
Muito bom conviver com mulheres jovens, de cabeças tão boas e lindas como vocês.
Beijo!

Fátima disse...

Parabéns pelo 1º aniversário do blog :).

Estarei seguindo a continuação.

Bjs

welze disse...

Olá Isa. que modo maravilhoso modo de comemorar o primeiro aniversário do tantoscaminhos. É simplesmente linda sua ideia e o texto que postou é fantástico. Reconhecer o erro para saber o acerto. Tudo de certo.

Cacá disse...

Parabéns duplos, Isadora! Pelo aniversário e pela nobre iniciativa de coletivizar os festejos. Isso isso uma finesse e uma grandeza enormes. Meu abraço. paz e bem.

Andrea Pagano disse...

Oieee Isa,
Parabéns amiga linda, carinhosa, talentosa!
Parabéns pelos textos, pelo blog e pelos amigos e admiradores que conquistou durante esse ano, tudo muito merecido com certeza!
Vc merece cada mensagem de carinho, cada visita, cada desejo de tudo de bom por vc e pelo belo espaço que criou!
Que seu caminho continue com tantos e tantos amigos e que cada um ofereça carinho sempre, assim como vc!
Bjs e obrigada por nunca esquecer da gente por aqui...
Boa semana e fique com Deus!
(Estou bem, na correria louca, só com uma folga na semana, geralmente no sábado, hoje feriado trabalho normalmente e daqui a pouco estarei indo...A Brisa tá crescendo rápido, já está gatinhando, lindas minahs pequenas, depois conto mais...)
Adoro vc!

Tatiana disse...

Parabeeeens Isa, 1 aninho..wow...(tomara que eu chegue la tambem..rs), "eta signo bom so"!!!
Quanto ao texto da Mila,
Graças a Deus nós temos o controle nas nossas vidas e as escolhas estao ai para NOS tomarmos, ótimo texto!!
Beijocas pras duas!!

Beth/Lilás disse...

Poxa, Isa, que idéia mais bonita, original e generosa esta sua para comemorar o aniversário do bloguinho!
Aliás, deixa eu dizer também que adorei este novo layout mais parecendo uma colcha de retalhos.
A Milinha é bótima e sou fã dela há tempos, conheço-a pessoalmente e sei que tem um grande potencial como escritora, torço imensamente pelo seu sucesso, ela sabe.
Se quiser algum texto meu, terá que me falar, pois meu blog, com este novo layout, infelizmente não abre para as postagens antigas, então terei eu mesma que copiar e lhe enviar, ok.
muitos beijinhos cariocas

Barbie Girl disse...

Minha querida.
Parabéns pelo aniversário do seu blog! Que ele cresça cada vez mais e se faça ainda mais presente na minha vida e na vida de todos aqueles que gostam de você!
Adorei a forma como vai comemorar e esse texto me levou a uma profunda reflexão, o que é sempre bom e edificante.
beijos :)

Lu Souza Brito disse...

Isaa,

Parabéns pelo aniversário do BLOG!!! Eu li quando a Mila postou este texto e também o achei fenomenal. Sério, que nos faz refletir. E adorei relê-lo.
Beijooooooos

Mari disse...

Oi Isa querida...

Então temos desta por aqui, que delícia!
Parabéns desde já pelo espaço, a gente gente e fica...não tem jeito!

Beijos

Malu Machado disse...

Oi Isa,

Que maneira legal de comemorar o aniversário do seu blog ! Super interessante e participativa.

Então, só me resta a desejar parabéns e muitos anos de vida na blogosfera!

PS Vou lá ver o signo do meu. Menina, acho que já fez ano e eu me esqueci! Tadinho rss

Bjs

Rosane Marega disse...

Oie Isa, beijossssssssssss

Denise disse...

Esta interessante reflexão da Mila me fez lembrar do Walter Riso, um especialista em relacionamentos que tem dois livros muito bons sobre o assunto; em "Amar ou Depender?" ele discorre sobre os relacionamentos de dependência afetiva -com as características lembradas por Mila - mostrando como identificar e superar as dependências, transformando o amor na relação plena que se deseja viver.
No outro, o tema é sobre os estilos afetivos pelos quais nos apaixonamos e são "Amores de alto risco", como sugere o título.

Quanto aos padrões de repetição, é fácil compreender o que acontece: se continuamos fazendo as mesmas coisas, obteremos os mesmos resultados. O mais difícil é identificar onde se está "errando", aceitar - saindo do papel de vítima - e procurar novos comportamentos, além de não depositar "fora" o que nos trás felicidade.

Voltei com tempo para aproveitar o texto, que adorei!
Bjos, Isa, parabéns Mila!

Anônimo disse...

Thanks :)
--
http://www.miriadafilms.ru/ купить фильмы
для сайта tantoscaminhosisadora.blogspot.com

LILIANE disse...

Isadora
parabéns e mil parabéns
que gracinha
você merece muito afeto, felicidade e energia
pessoas como você fazem muita diferença em nossa vida.
um abraço bem grandão, enorme, (sem te sufocar, rsrs)
Liiane