2 de outubro de 2010

O balão

Parou admirada. Ficou observando com ar de triunfo. Enfim estava pronto e olha que tinha despendido um tempo precioso naquela empreitada, mas agora, sorria de alegria.

Ali, aos seus pés, estava ele. Lindo. Não, melhor, maravilhoso. O seu balão.

No último ano, uma grande parte do seu dia era dedicada à construção do balão.

É certo que foi preciso contratar alguns construtores de balões. Precisava de pessoas que entendessem do riscado, afinal o que ela entendia de balões? Absolutamente nada.

Estudou muito e chegou há dormir poucas horas por noite, pois queria absorver o que fosse possível.

Dava palpite em tudo. O cesto tinha que ser de vime trançado. O balão era de ar quente e era preciso gás propano que deve ser armazenado em tanques de alumínio ou aço. O envelope como seria? A altura do balão, já que era para no máximo quatro pessoas? Maçarico, amarras... .Quase enlouqueceu todo mundo com senão e porém, mas no final o resultado extrapolou todas as expectativas.

Os finais de semana eram dedicados a aprender a pilotar o balão.

Pensam que pilotar um balão é fácil? Pois lhes digo, não é.

Para ser balonista é preciso um certificado de Piloto de Balão. São 18 horas de aula teórica e prática com instrutores para se formar um piloto.

Agora, estava sozinha admirando tudo aquilo. Que aventura, pensou.

Num piscar de olhos pulou dentro do cesto. De lá era tudo tão diferente.

Sentou-se e ficou olhando para cada detalhe. Estava tão cansada que cochilou.

Sonhou. Sonhou o sonho da sua vida. Sonhou com pessoas queridas, com lugares sagrados, com momentos, com situações. Sonhou lembranças de todos os tamanhos.

De repente teve a sensação de ouvir alguém lhe chamando. Reconhecia a voz.

Ainda despertando do cochilo com um pé lá e outro cá, se deu conta de onde estava e de quem lhe chamava.

Era sua filha que vinha ao seu encontro com os olhos arregalados. Ainda não tinha visto o balão tomado pelo ar quente. Vê-lo assim deixou-a perplexa.

Ainda no cesto, a mãe gritou: “-Vem, pula aqui pra dentro também!”

A menina ainda mantinha o olhar desconfiado e a mãe insistiu: “- Vem, pula. Vamos dar um passeio. Confie em mim.

A menina não titubeou e pulou.

Amarras soltas, maçarico ligado e as duas partiram para mais um entre tantos caminhos.

“Sem dizer palavras, sem imaginar nada, com o infinito amor na alma que tudo quer, vamos longe, muito longe.” (Arthur Rimbaud)

26 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Fui longe mesmo com esse texto.
Bom final de semana.
xeros

Bordados e Retalhos disse...

Assim se faz a vida. Com estudo, planejamento, sonho, determinação e uma dose generosa de coragem. Adorei. Bjs

pensandoemfamilia disse...

Que belo conto das possibilidades infinitas que podemos ter na vida. AMEI!.

Manuela Freitas disse...

Olá querida Isa,
Sempre deliciosas histórias e para mim foi uma emoção viajar no balão!...
Beijinhos,
Manú

Cantinho da Cê disse...

Que delícia de sonho, mãe e filha viajando num balão.

Não sei se te contei, mas minha filha caçula tem 15 anos e é a coisa mais linda do mundo (mãe coruja eu?)...como eles nos dão alegria né Isa????

Beijos,

Daniel Savio disse...

Sonhos não são medidos pela estranheza, mas pela garra de serem realizados...

Fique com Deus, menina Isadora.
Um abraço.

Socorro Melo disse...

Oi, Isadora!

Adorei esse Post. E especialmente a moral da história: de que vamos muito longe, quando amamos, e quando sonhamos. E o balão nos sinaliza a liberdade, o desconhecido, a coragem, a aventura...


Beijos e bfs
Socorro Melo

Beth/Lilás disse...

Querida Isa!
Bonita estória, fico sempre embevecida quando vejo fotos desses balões, mas não sei se teria coragem de entrar num deles.
Mas, deve ser uma experiência e tanto!
bjs cariocas

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Isadora
Realmente com amor e determinação, podemos voar alto e longe.
Bjux

VaneZa disse...

Determinação e coragem... bota coragem nisso... foi o que eu tirei desse texto.

BeijoZzz

diariodumapsi disse...

Viajei na sua história!
Precisamos de coragem, para irmos longe, muito longe nos caminhos da vida!
Gd beijo

Lua Nova disse...

Jamais havia pensado num balão como alternativa de nada... Ah, como ainda preciso expandir minha imaginação... talvez até, minhas expectativas, ou talvez só me falte coragem para ousar mesmo nos sonhos...
Adorei o texto que me fez refletir muito e sonhar demais. Muito lindo.
Adorei essa coisa gostosa de mãe e filha sonhando e realizando sonhos juntas.
Beijokas, minha doçura.

Maria Célia disse...

Boa noite, Isa
Muito bacana, gostei.
Bjos

Ivy disse...

Sonhei junto e voei, voei, voei... e fui longe com a sua história.

Muito boa, amiga!

Bjs,

C@urosa disse...

Oi querida Isadora, eu sou apaixonado por balões, sem ter visto um de perto. Acabei de ler uma biografia de Santos Dumont, que maravilha. Adorei a imagem fotográfica. Um bom final de semana.

forte abraço

C@urosa

Cacá disse...

Quem persiste nos seus sonhos ganha os céus e ganha ainda mais a confiança de quem ama. Muito lindo o conto, Isadora! Abraços. Paz e bem.

Chica disse...

Noooossa, eu vooe junto,pois tenho vontade de fazer um voo desses sempre! Adoro vê-los no ar e me dá essa forte vontade!

beijos,chica

welze disse...

que lindos caminhos devem ter percorrido, não é mesmo?

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que conto lindo!
libertar das amarras e voar...

andei de balão apenas uma vez na vida! e foi lindo... queria andar de novo, a sensação é ótima, uma liberdade!
bom domingo

Solange disse...

então não vou dier nenhuma palavra, nem imaginar nada... porque quero que vocês voem longe, muito longe....

Isa,

que texto lindo....

querer é poder !!!

e são tantos os balões, não é ?!?!


beijos carinhosos

Fátima disse...

Isadora minha linda,todos podemos fazer de nossas vidas uma grande viajem de balão não é.
Determinação,perseverança,responsabilidade,planejamento coragem e mais que tudo...sonhar e acreditar que nada é impossível se estivermos galgados no amor.

Amei viajar com você nesse balão mágico.

Beijinho no coração.

lis disse...

Oi Isadora
Bom ouvir" Confie em mim" , pula !
Excelente texto, uma forma gostosa de voar!
deixo um grande abraço e boa semana pra voce.

Lis. disse...

BOM DIA AMIGA Isadora...

Espero que esteja tudo bem contigo, principalmente com fartura de saúde, e dinheiro no bolso (faz bem), do mesmo jeito que estão as coisas comigo.

Como sempre estou viajando à trabalho, e portanto, ainda não tive oportunidade de continuar escrevendo no metamorfose.

Entretanto, não pude deixar de notar que Estão todos escrevendo livros, e cá comigo fico pensando...

Cadê o Livro da Isadora? Sim... Cadê o livro da Isadora, posto que já é hora de ter um...?

Se você quiser lançar um livro infantil eu faço as ilustrações e me comprometo a não lhe cobrar um centavo por isso.

Pense nisso...

Bjo.

Nilce disse...

Nossa que texto Isa.
Quanta força e determinação. E são realmente elas que impulsionam tudo em nossas vidas.
Adorei!

Bjs no coração!

Nilce

Aline Schons disse...

Lembrei do quanto eu, quando criança, ficava maravilhada com balões. Sempre sonhei em dar uma voltinha, quem sabe um dia eu ainda dou. Beijão!

Cantinho She disse...

Minha Querida... viajei neste texto...rs

Bjo, bjo!
She