5 de janeiro de 2010

Consciência!

Considerando que a paz é um estado de espírito, se a consciência está tranqüila, tudo à volta pode estar em revolução que conseguiremos manter nossa serenidade.
A consciência é um refúgio seguro, quando nada tem que nos reprove. E também pode acontecer o contrário: tudo à volta pode estar tranqüilo e nossa consciência arder.
A consciência, portanto, é um tribunal implacável, do qual não conseguiremos fugir, porque está em nós.

Um comentário:

Fernanda disse...

Adorei Mamu. Principalmente "tribunal implacável".
Bjs