3 de setembro de 2010

Blogagem Coletiva - Sentimentos: Felicidade

Entramos na sexta semana da blogagem coletiva proposta pela, Glorinha, do blog Café com Bolo. A viagem apresenta caminho ora difícil, ora cheio de cor e graça. E juntos, também, acabamos por desnudar nossa alma.

Embora o sentimento seja maravilhoso, essa semana, especialmente, será difícil. Para todos que por aqui passarem desejo felicidades, embora, o caminho às vezes seja difícil.

Vamos falar sobre felicidade, certo? E o que é felicidade? Felicidade é contentamento, é alegria, é pessoal e intransferível, é subjetivo. O que é motivo de felicidade para mim, para o outro pode não significar nada.

Felicidade pode ser atrelada a um acontecimento, a um momento, a uma conquista, um sonho realizado.

Poderia citar aqui vários momentos de muita felicidade como a experiência de ser mãe, o momento exato em que o pediatra coloca em nossos braços, nosso tão desejado e cuidado bebê. Sei lá, acho que um momento como esse, a palavra felicidade significa pouco.

Se pudermos graduar a felicidade em P, M, G e GG, a experiência de ser mãe entra na graduação máxima: GG.

A felicidade de adquirirmos nosso próprio teto. Graduação G, no meu caso embora tenha contado com a ajuda da família, o mês a mês sai apenas do meu bolso. Sensação de conquista, de vitória e claro, felicidade, mas hoje, vou contar para vocês algo que começou domingo passado.


Para os que não sabem, eu fumo. Parei por três anos, quando fiquei grávida da pequena, mas voltei a fumar. Então, desde o domingo passado decidi parar de fumar, porém resolvi fazer de forma gradativa. Fiquei com medo de ter um siricutico.

A decisão foi tomada por vários motivos, mas o principal, além da minha saúde, é por conta da minha pequena. Não está sendo nada fácil e essa semana fui colocada à prova de todas as maneiras possíveis, mas estou resistindo bravamente.

Segue abaixo o andamento da decisão:

Domingo: oito cigarros
Segunda: cinco cigarros
Terça: quatro cigarros
Quarta: três cigarros
Quinta: cinco cigarros
Sexta: cinco cigarros
Sábado: seis cigarros
(atualizado)

Para mim isso é motivo de imensa felicidade. A pequena me faz anotar dia após dias, a quantidade fumada e ao chegar em casa presto contas com ela. Ontem, estava triste pois a meta eram dois cigarros, mas fiquei nos cinco e ela me disse: mãe, não fica triste. Você está tentando e isso é o que importa. Sigo na luta, mas sei que vou conseguir.

41 comentários:

Tati Pastorello disse...

Isa, fico tãããão feliz por você. Só te fará bem. E que lindas as palavras da Bia. Como ela é madura, né? Que grande companheira você encontrou nesta vida, amiga!

Te desejo todo o sucesso do mundo nesta nova empreitada. Sei que não é fácil. Sei também que é possível. Conheço muitas pessoas que conseguiram. Você é muito linda, merece um corpo saudável!
Beijos.

Bordados e Retalhos disse...

Sabe o que mais me impressionou nesse texto, o cuidado da sua filha com você. Achei isso tão emocionante que fiquei com um nó na garganta. Lembrei de uma vez quando o Vinícius era pequeno e saímos de ônibus, nós três, eu, ele e o pai. Quando chegou a hora de descer o pai levantou com ele no colo e eu fiquei sentada. Quando ele me viu sentada começou a gritar e chorar. Depois perguntei porque tanto escândalo e ele me respondeu: porque pensei que vc ia se perder de mim. Estou falando isso porque acho que é assim que a sua filha deve se sentir cada vez que vê você fumando. Se vc não parar mãe, vc vai se perder de mim. Ou numa linguagem mais adulta, eu vou perder você. Desculpe Isa, sei que é tão chato falar esas coisas para um fumante, mas vc sabe como me emociono com essas coisas de filhos. Sei também amiga como deve ser difícil parar, é muito difícil mesmo. Portanto imagino a sua felicidade em estar conseguindo, delicadamente, em doses homeopáticas, se livrar do cigarro. Desejo uma felicidade muito maior pra vc e pra sua filha linda. Bjs

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Isadora
Acredito ser a felicidades um estado de espírito, por isso cada um tem um conceito diferente dela. Vários são os caminhos que podem levar à mesma, e cada um escolhe o seu.
Beijos

Teresa Cristina disse...

Oi Isa! Se o tema é felicidade, e vc abordou a questão do tabagismo, penso que apesar de difícil vc pode estar feliz com a decisão de parar de fumar. Assim como a Bia, nós também aqui da blogosfera estamos com você nessa! Ah, adorei a lição que a pequena Bia deu para nós: "Você está tentando, e é isso que importa". Bjus

Barbie Girl disse...

Isa, você vai conseguir e com esse apoio maravilhoso da sua pequena, rapidinho vc larga isso, que só faz mal à ti.
Saiba que estou na sua torcida e envio todas as vibrações boas!

Obrigada por participar da blogagem coletiva... bjks

lis disse...

Oi Isadora
Concordei com sua opinião a respeitao da procurada felicidade.Ela está em nós, nos momentos mais alegres, naquele transbordamento da alma.
Fico contente desse esforço pra sair do vício de fumar, tenha Fé e força que vai conseguir.
Também fumei por quase cinco anos e quando decidi parei. Quando sentia o cheirinho me atormentava, hoje nem penso em voltar, graças a Deus, até o tal cheiro me irrita rs
Nosso pulmao agradece! lembre-se sempre que é por amor a sua vida , a uma saude mais plena.
beijinhos,um bom dia ótimo final de semana com sol já quase de primavera.
abraços

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Isa que lindo seu texto. Pq nele a gente vê a sua busca por uma melhor qualidade de vida. E a gente vê o imenso amor dessa filha por vc!

O seu post tem muito a ver com o post que fiz hoje, que também é do amor de mãe e filha.
Parabéns pela filha tão amorosa
bom dia

Bleeding_Angel disse...

Oi Isadora, naum sabia q tbm fazia parte da Blogagem Coletiva da Glorinha, peco desculpas pela distracaum e agradeco sua visita ao meu blog, uma pena que o motivo q tenha nos aproximado tenha sido taum triste...
Olha, eu fui fumante dos 14 aos 16 (hj jah to com 19) e eu tentei por um tempo fzer como vc, ir reduzindo, naum consegui. Eu soh consegui qndo resolvi cortar definitivamente de minha vida o cigarro. Jah era bem viciado, fumava varios e varios por dia, mas enfim... eu acredito q um metodo q resolva pra um, naum resolva pra o outro, por isso naum tenho pretensaum de afirmar q isso naum dara certo pra vc, o importante, como sua propria filha disse msm, eh q vc esta tentando. Eu tenho outros vicios ao qual tbm tenho q me livrar e o importante eh q estou tentando.
Q tudo de certo pra vcs! E sejam felizes.

PS: Vou linkar seu blog ao meu se permitir.

Bjos e otimo fim de semana, com pouco tabaco. rs.

Cris França disse...

Isa

com certeza a felicidade de ser mãe é das GG...rs adorei a idéia.

Também sou uma ex fumante, parei bem antes da gravidez, jovem ainda, mas com certeza escolha acertada

bjs de luz e muita felicidade pra vc!

Lis. disse...

Olá carioca...

Vejo que o lado bom das blogagens coletivas são os temas iniversais que também sugerem comentários universais como tenho feito:

Há dez anos atrás comecei a fazer um trabalho de doutorado sobre o tema: Felicidade. Hoje, posso começar este comentário afirmando-te que a felicidade simplesmente não existe.

Pense bem e pense comigo: Se pudessemos separar todas as alegrias possíveis de serem vividas, teriamos encontrado a felicidade.

Mas como seria possível encontrá-la neste mundo onde precisamos da presença da tristeza como contraste? Só reconhecemos a alegria graças a existência da tristeza.

Então... conclusão:
Felicidade é uma utopia,
ou apenas senso direcional.

Se trilhamos o destino onde pelo caminho só aparece tristezas, alguma coisa está errada, e pode ser que estejamos indo para o lado errado, para o lado contrário da felicidade, rumando para o sofrimento.

O sofrimento também não existe, o sofrimento puro também é utopia. E em verdade vivemos entre altos e baixos mediante oscilações.

Imagine que coisa interessante: Sabemos o que é calor por termos o contraste do frio. Se não houvesse frio e tivessemos uma temperatura constante e sem variantes de digamos 36Cº aconteceria de nem existir a palavra: TEMPERATURA.

Consequentemente: Se vivessemos só as alegrias, nem mesmo a palavra FELICIDADE existiria.

Entretanto, quando passamos a ter muitas alegrias, a linha mediana sobe e certamente estaremos mais perto da paz.

Imagine uma pessoa atada a um eletrocardiograma, onde o coração dá picos de altos e baixos, e de repente o coração pára. Morreu... encontrou a paz finalmente.

Fato impossível porquanto estamos vivos, mas não ter paz, é não estar dirigindo-se rumo a, posto que a paz é a real gratificação de estarmos trilhando o caminho que presupostamente conduziria a felicidade.

Então...
resumindo...

Felicidade
é um sendo
direcional
de alegria
e de Paz.

Como obtê-la??

Simples.

Não aceitando aquilo que não faz feliz, não acresce saúde, não traz regozijo da alma, paz, e tampouco prosperidade existêncial.


Bjo. e Sucesso!!!


Cumprimentos.

Françoise disse...

Isa, que post mais sincero e cheio de desejo de mudar. Com um pensamento assim não tem tristeza nesta vida que te leve à derrota. É claro que você vai conseguir. Você pode sim!

Sua filha é linda como você, assim juntas chegarão bem longe......

Estarei aqui torcendo.
Beijos e fique bem.

orvalho do ceu disse...

Olá, pesSoa feliz!!!
QuaNta FELICIDADE!!!
Contentamento e alegria... SER MÃE... ter teto... SENSAÇÃO DE CONQUISTA... DE VITÓRIA...
tentar sempre... sem nuncA desanimar...
Hum!!!
É MESMO UMA DELÍCIA DE VIDA!!!
BJS FELIZES.

Glorinha L de Lion disse...

Isa, minha querida. Não sabia que fumava! Sei que a luta é dura, pois tenho dois irmãos fumantes, um parou, graças a um infarto (hehe, triste, mas pelo menos parou)a outra está lá se matando aos poucos. Acho que sua decisão e a cobrança da sua pequenina Bia vão te dar forças e tenho certeza que vc irá conseguir: mas te digo uma coisa, para de supetão. Só assim, de um golpe, vc chegará mais depressa ao seu objetivo...
Tenho fé em vc minha amiga! vai com tudo! Beijo enorme e um outro pra essa fofa da Bia que está te ajudando tanto.

Cantinho She disse...

Obaaaaaaaaa adorei saber da novidade, querida, e amei a sabedoria de sua pequena... é isso mesmo, não fique triste pq vc tá tentando... lindo isso da parte dela!
Beijo, beijoooo!

She

Lúcia Soares disse...

Isadora, sua felicicdade só depende de você.
Sua decisão de parar de fumar foi valiosíssima para você e sua filha.
Muito bem, desejo-lhe pleno sucesso.
Você é bonita, não combina com cabelos cheirando a cigarro, beijo cheirando a cigarro (a não ser que o amado fume, também), enfim, sei do que falo.
Meu marido fuma muito, quase 3 maços por dia.
Todos em minha casa sabem da minha luta pra ele parar.
Minha filha do meio, Renata, fumava até o mês passado. Já tentou parar, o ex-marido detestava que ela fumasse. Uma vez, numa das crises (ficaram casados por 3 anos e muitas crises...) ele me falou que o que o chateava é que ela falou que tinha parado e não tinha. (Quando começaram a namorar, ele condicionou o namoro a ela parar de fumar. Ela parou, voltou sem ele perceber, casaram-se, mas ele logo percebeu que ela fumava e sentiu-se enganado).
Enfim, numa historinha surreal, o cigarro acabou com o casamanto deles... Triste, não?
Agora ela parou mas toma um remédio, devidamente controlada por uma pneumologista. É um calmante, que tira a ansiedade da vontade de fumar.
Vou saber o nome lhe envio por e-mail.
Mas tem que ter acompanhamento médico, porque não é vendido sem receita.
E faz muito menos mal do que o cigarro. O tempo de uso varia de pessoa pra pessoa.
Isa, que sua felicidade seja plena com mais essa conquista em sua vida.
Beijo!

Beth/Lilás disse...

Isa querida!
Seu texto revela uma grande vontade de ser feliz e fazer os outros à sua volta também felizes, como é o caso de sua pequena Bia. Sinto que por ela você fará qualquer sacrifício do mundo e este é pequenino se pensar assim. O meu filho também, acho que nesta idade da sua, ajudou-me a parar de fumar, dizia que fazia mal e não queria que eu morresse, então eu parei, parece que uma luz clareou enormemente com aquelas palavras do meu pequeno.
Você vai conseguir, sim!
um beijo enorme carioca

Daniel Savio disse...

Felicidade é realmente algo particular, mas algumas destas facilidades podem ser compartilhadas...

Menina, tentou usar aqueles adesibos de nicotina para reduzir aos poucos?

Fique com Deus, menina Isadora.
Um abraço.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

FELICIDADE É UM ESTADO DE ESPIRITO QUE A GENTE COMQUISTA COM O PASSAR DOS ANOS!!!
VC E SUA FILHA SÃO DUAS ALMAS LINDAS!
BEIJO

Cacá disse...

Olá, Isadora! em termos de sonhos humanos, há uns conceitos tão vagos e ao mesmo tempo tão abrangentes, que concordo com você plenamente quando se refere à felicidade. É, de fato algo pessoal e intransferível. Eu até uso de uma paráfrase da Cecília Meireles. Ela falou de liberdade mas eu acho que posso transferir para a felicidade também: " Uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique nem ninguém que não entenda." Abraços. paz e bem.

Gilmar disse...

Isadora! Então hoje vou me solidarizar, por inteiro, do jeito mais forte que puder "sentir", com a decisão tomada.

Eu também fumava, e muito! Parei por quase dois anos! Comecei uma mudança de vida por inteiro: caminhadas, alimentação, autocuidado, etc, etc. Então, ainda neste ano, logo no começo, resolvi brincar de fumar mais uma vez, achando eu que não cederia e que não me dobraria ao cigarro.
Como me enganei! Voltei a fumar (Carton Menta), como antes. Talvez um pouco mais!
Meu filho, de 10 anos, o Augusto, foi quem mais cobrou-me uma atitude. Solicitava, o tempo todo que eu "prometesse" que não iria mais fumar. Tudo isso porque, em casa, uma das verdades é esta: "papai prometeu, papai cumpre"! Dá um trabalho danado, mas é isso.
Pois bem, Isadora, decidi então que iria parar. Mas não consigo parar sozinho.
Então, voltei meus olhos a Deus, em comunhão, ofereci o sacrifício de minha própria briga com minha incontrolável vontade. Estou, há aproximadamente dois meses sem fumar! Talvez eu até brinque novamente de voltar em janeiro, para parar em fevereiro (rsrs).

Sei, exatamente, o que está se passando com você! Tim tim por tim tim! Então, só posso desejar-lhe força! Persevere no seu propósito! E aproveite, ao máximo, a cumplicidade da filha, na crença depositada de que você é capaz! Feito o "papai promete, papai cumpre"!

Meu carinho a você, Isadora!

Gina disse...

Isa, você e sua filha merecem que se livre do cigarro.
Yes, you can!
Bjs.

Cadinho RoCo disse...

A felicidade precisa do nosso acreditar. Com relação aos cigarros, depois de fumar por mais ou menos 40 anos, sem parar, já estou com mais de ano que aboli o cigarro da minha vida. Comprei um último maço, fumei ele todo e pronto, não mais. Foi assim, sem teorizar, sem elucubrar, sem dar chance pra nenhuma ponderação. Uma atitude amiga, pra não dizer de amor e fim. Dê crédito ao seu verdadeiro querer e ele fará milagres por você.
Cadinho RoCo

Macá disse...

Isa
Que lindinho ela dizendo pra você não ficar triste porque está tentando.
E está mesmo não é? e vai conseguir.
Eu também fumava e parei quando engravidei (não, quando soube que estava grávida). Voltei depois mas parei logo depois. Não queria fumar perto do meu filho, e com isso fiz meu marido parar também. Mas seja por ela ou por você mesma, parar de fumar só vai lhe fazer bem. Você vai conseguir.
bjs

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Olá minha amiga tão querida!
Vamos então espalhar bilhetinhos por todos os lados e todos os dias: Eu Sou Feliz!!! rs.
Flor, que lindo o que acabei de ler, concordo com sua filha, vc está tentando e isso já é um ótimo começo!
Desejo toda a sorte neste momento, sei que vc vai conseguir.
Grande beijo e ótimo feriado pra vc e sua pequena.

Flores e Luz.

Nilce disse...

Oi, Isa

Ter uma filha é felicidade nota mil.
Agora ter uma pequena que tem esse cuidado com a mãe, com tanto carinho e apoio, ah isso cartão nenhum compra.
Que você tenha muita força de vontade e ajuda para conseguir mais esta felicidade.
(Vou te confessar que não consigo)

Excelente final de semana.

Bjs no coração!

Nilce

Isadora disse...

Aos amigos que por aqui passaram, o meu sincero obrigada. Em cada comentário senti a vibração possitiva e o desejo genuíno de que eu tenha êxito em minha difícil, mas não impossível tarefa.
As histórias reais contadas aqui servem de ajuda e mostram que tudo é possível.
Um beijo

Néia disse...

Na tentativa em deixar um vício, o apoio daqueles que amamos é o princípio fundamental, a estrutura que sustenta nos momentos de fraqueza e não se deixar cair. Pensar na sua filha, na alegria que está proporcionando a ela em cada cigarro a menos é uma grande força, nesse momento delicado em sua vida. Pense sempre nela o no quanto ela te quer bem. Um abraço.

Cantinho da Cê disse...

Bom dia Isa,

Parar de fumar é um desafio.

Eu fumava de bobeira, quando queria, e meus filhos me diziam: -Por quê mãe?, e eu dizia, eu paro quando quiser... e realmente um dia me perguntei por que eu fumava e decidi parar de vez...mas a vontade às vezes vem e consigo controlá-la, mas é bem difícil.

Você consegue, tenha certeza...

E então dirá, com uma enorme felicidade, - parei de fumar...

Beijos e boa sorte na sua conquista...

Linda a música do seu blog, adorei seu espaço...

Estou tentando aprender a postar selinho, sou uma iniciante ainda, mas não consegui.

GIL disse...

Isa ser feliz, pra mim é sabedoria, é uma luta as vezes selvagens para alguns fico pensando na Cissa Guimarães que acaba de perder um filho....é uma luta constante......felicidades são momentos......bjks....bom feriado a vc.....bjks...Gil

Luma Rosa disse...

Eu fui radical e parei de fumar dois maços de cigarros de um dia para o outro. Acho que viciamos no gesto, também! Quando sentir vontade de fumar, tome água! Bom fim de semana! Beijus,

Astrid Annabelle disse...

GOstei da sua coragem em querer parar de fumar Isadora! Experimenta largar de vez...puft...pronto..
Muito simples falar não é???
O que vale é o carinho da sua em querer ajudar...isso é bonito.
Bela participação a sua...muito bela!
Beijos
Astrid Annabelle

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Então o que é felicidade? SUA PEQUENA!

Parabéns pela decisão, Isa, querida!
Te desejo muita força e determinação.
Vai dar tudo certo, vc vai ver.

Perdão por eu não te visitar tão frequentemene quanto deveria, mas as nuvens andam densas por aqui.

Beijo grande ótimo fim de semana!

EDER RIBEIRO disse...

Quero um dia chegar aqui e ler: eu tenho um vício de nome felicidade. Bjos.

Socorro Melo disse...

Oi, Isadora!

Penso também que felicidade é uma junção de pequenos momentos, de gestos de carinho, de atenção, de realizações,mas, é acima de tudo uma escolha pessoal. Precisamos ser conscientes da nossa missão no mundo, da importância e do sentido da vida.
Continue no seu desafio, você irá vencer sim.
Seja muito feliz!
Socorro Melo

ஐ¸.Lady .¸ஐ disse...

Ter um filho é a maior de todas as felicidades desse mundo.
Ter uma filha que te ama é felicidade me dobro.
Força de vontade querida é o primeiro passo. Minha madrinha fumou por 20 anos, de uma hora para outra jogou tudo fora e parou do nada, graças a Deus.
Torço por você, sei que vai conseguir.
Tudo de bom.
Beijos da Lady

Ester disse...

Puxa, amiga!

Achei incrivel vc compartilhar esta sua luta! Não fumo, mas imagino que para quem fuma deixar de fazê-lo não deve ser nada fácil, vou ficar torcendo para que vc consiga ter mais esta vitória em sua vida e sua felicidade seja completa e será também motivo de orgulho para sua filha que verá uma mãe guerreira, que batalha por suas conquistas..

Adorei essa postagem, uma baita lição!


Bjs,

Amica Philosophiae disse...

Oi lindo o seu post!
Fico feliz por v ter tão linda e verdadeira companheira para que vc possa seguir ne sua meta!
Vamos combinar que as vezes nossos filhos nos deixam sem palavras não é, e o melhor é que tudo que vc fizer por mais difícil que seja, vai valer a pena!!!
Um abraço e Felicidades a vc e sua pequena
Cynthia

Marliborges disse...

Oi Isa,
Parabéns, vá largando aos poucos, assim você nem sente, quando vê, parou. Pegue uma tesoura e diminua o tamanho do cigarro. Também ajuda. Li isso numa revista, diz que dá certo. Força amiga. Muita força. Bjsssssss

ANIMAÇÕES disse...

Continue tentando.. é a melhor coisa que vc pode fazer por vc e pela sua pequena...
Estou na torcida!!!!

Mila Viegas disse...

Brava e corajosa se dedicar a se livrar de um vício que vai só aumentando com o passar do tempo. Não se vicia da noite para o dia e penso que deixar dele também não é feito desta forma. Você está certa em ir diminuindo. Mas, de qualquer jeito, caso tenha uma recaída, não se puna. O desejo de parar já existe e ele é primordial para o sucesso.

beijocas

VELOSO disse...

Espero que tenha sucesso em parar de fumar sei o quanto é dificil já parei umas duas vezes de dois meses e acabei tendo recaida tenho dependencia fisica e piscológica é brabo o vicio é tão complexo que quando você para seu corpo através da mente fica tentando te enganar que você parou que pode até fumar um cigarro que não vai voltar a fumar temque resistir e não fumar o primeiro senão volta tudo outra vez! Força!